Título de Renda Fixa Americano e Juros Negativos

O “Tesouro Direto” do planeta.

treasury americana

As Treasuries americanas são os ativos de renda fixa mais seguros e mais negociados do planeta, elas são o primeiro modelo de título de renda fixa que conhecemos, como existem hoje. A maioria dos países têm as suas reservas em Treasury Bills — T-Bills, pelo menos 60% das reservas de todos os Bancos Centrais estão alocados em títulos de Renda Fixa Americano. O Brasil, por exemplo, é 5° maior país com reservas nos Estados Unidos, são cerca de 330 bilhões de dólares alocados em dívida americana, sendo 80% aplicadadas diretamente nas T-Bills.

As Treasuries Bills são tão antigas quanto o Dólar, e já eram usadas como um recurso de financiamento em emergências pelo governo, podendo hoje, ser interpretadas como indicadores econômicos de acordo com o seu volume de negociações no mercado financeiro. No início das suas emissões, elas tinham um limite de US$1Mi, mas com a dívida que a segunda guerra mundial deixou, o governo americano passou a emitir treasuries de até US$500Mi.

Servindo de indicador econômico, a sua cotação é muito importante para medir o grau de aversão ao risco entre os investidores do mundo. Conforme a demanda pelo título aumenta, a treasury encarece, sinalizando a fuga dos ativos de risco e levando a pagar juros menores aos seus financiadores. Muito provavelmente, o Dólar e o Ouro podem seguir a mesma toada de alta como alternativas seguras para o cenário de insegurança que está se configurando.

Portanto, o valor de um tíulo de renda fixa americano, é inversamente proporcional aos juros que paga. Quando a procura pelo título aumenta, como consequência, podemos esperar uma queda na taxa de juros.

Rerforçando, ao tomarmos ciência de que a taxa de juros está caindo decorrente da alta demanda do título, podemos interpretar como um movimentode aversão ao risco do mercado. Agora, se o preço pago pelos títulos cair, decorrente de uma demanda menor, significa que a treasury pagará mais juros para atrair investimentos.

treasury note

A vasta maioria das treasuries, são títulos de dívida de curto prazo, com cupons fixos— rentabilidade fixa e pagamentos semestrais. Conforme a imagem acima, podemos ver literalmente que se tratava de cupons de resgate com valor fixo e data determinada, sendo hoje emitido eletronicamente.

classes de T-Bills

O governo, através do leilão desses títulos, pega recursos da população e do governo mundial para se financiar a curto prazo, tendendo a pagar juros mais baixos devido à sua solidez em relação a outros títulos internacionais. As T-Bills têm diversos vencimentos e com limites cada vez mais baixos para facilitar a captação de recursos.

O principal título analisado nos mercados, são as Treasury Notes, conhecidas como T-10. São a referência de juros de longo prazo nos Estados Unidos e no mundo inteiro. Normalmente, o mercado de ações e de renda fixa seguem direções opostas — inversamente correlacionados.

juros negativos

Uma taxa de juros negativa, é um indicador uma economia muito desaquecida, de que a inflação está muito baixa — muitas vezes levando à deflação de preços. A inflação anda em conjunto com uma economia forte e de consumo pujante, sendo necessáro o aumento dos juros, enquanto a manobra de juros negativo é um indicador muito claro de que as coisas não vão bem.

Hoje, são mais de US$16 trilhões investidos a juros negativos — pagam para emprestar dinheiro, geram rendimento negativo. Paga justamente pela segurança de deixar o dinheiro alocado e não pelo fato de financiar a instituição a troca de juros baixos. Como vimos com as T-Bills, o preço dos títulos é inversamente aos juros pagos — maior demanda, menor os juros, logo, podemos entender que, se os juros chegaram a um patamar negativo — Suécia, Dinamarca, Japão, Suiça, é porque a busca por títulos é excessiva. Estão pagando para ter segurança, não por rendimento.

por que aplicar em títulos negativos?

A vida útil de um título, pode variar de semanas a décadas. Os emissores de títulos fazem pagamentos regulares de cupom aos detentores dos títulos de dívida ao longo da vida. Os juros estão negativos justamente pelo fato de o preço principal do título ter subido muito. Vale ressaltar que, a mensagem dos Bancos Centrais ao cobrarem juros negativos, ao invés de pagá-los, é de desestimular o dinheiro parado, a intenção é fazer com que essas pessoas ponham o dinheiro para rodar na economia.

preocupação global

O investidor pode ter a expectativa de que o título venha a valer mais e tentar vendê-lo com lucro a outra pessoa, no mercado secundário. A especulação seria de que a situação econômica venha a se agravar ainda mais e que o preço venha a inflar com a fuga de risco — esse investidor não visa os juros, visa o futuro. Há uma preocupação crescente com a economia global e busca por ativos seguros, comprar títulos diretamente do governo é uma boa alternativa.

resumindo dois cenários comuns de mercado:

cenário de alta do Dólar

alta demanda de opções → VIX sobe → Aversão a risco aumenta → Valor dos títulos (T-10) sobem → Preocupação sobe → Bolsa cai → Juros dos títulos fixos cai → Alternativas seguras → Dólar sobe → Ouro (Pânico)

cenário de queda do Dólar

Aversão a risco diminui → Valor dos títulos (T-10) caem → Preocupação diminui→ Bolsa sobe → Juros dos títulos fixos aumenta → Alternativas seguras → Dólar e Ouro caem → VIX ameno

Obrigado.

Composing a repository of books (i bought), authors (i follow) & blogs (direct ones) for my own understanding.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store